Rede de vestuário com quatro lojas na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Sak Modas alerta suas clientes de Betim para um golpista que estaria usando o nome da marca para conseguir fotos de jovens meninas trajando roupa íntima ou biquíni.

Na mensagem recebida por algumas jovens de Betim, o golpista diz que a moça foi sorteada para trabalhar como modelo para a marca (que ele chama de Zak) e deve enviar fotos para garantir a vaga. Ele promete um pagamento de R$ 998 pela sessão de fotos e diz que a moça poderá ficar com todas as peças que usar. Para participar, a menina teria que mandar fotos “sensualizando” de lingerie.

O texto tem vários erros de português, conforme imagem postada pela própria Sak Modas.

Confira:

sak modas​ 

A marca, conhecida por oferecer peças de roupas variadas por preços populares, pede para que as clientes façam uma denúncia, caso recebam a mensagem. A empresa reitera que não está contratando modelos nem pede fotos pelo WhatsApp:

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

PASSE PARA O LADO ! CASO ISSO CHEGUE ATÉ VOCÊ DENUNCIE !!!!

Uma publicação compartilhada por O Maior Atacado & Varejo (@sakmodas) em