O Governo de Minas apresentou o novo secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Luiz Gomes Vieira, que assumiu o cargo no último dia 22. 

Vieira é advogado, mestre em direito público, especialista em educação ambiental e autor de diversos artigos e livros na área. Ele já ocupava o posto de secretário-adjunto na pasta ambiental da administração mineira desde maio de 2016 e assume com o desafio de avançar na modernização da agenda ambiental.
 
Natural de Lavras, Germano é o segundo servidor de carreira do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos a assumir a secretaria e o primeiro da Semad neste posto. 
 
“Iremos avançar nas questões que já estão em andamento, dar ainda mais apoio à modernização do Sisema que foi iniciada e buscar constantemente a melhoria das condições de trabalho e a valorização dos servidores”, explica.
 
Segundo Germano, nos últimos meses a secretaria experimentou uma evolução, fruto da meta estabelecida pelo governo de Minas de modernização da gestão ambiental.

“O trabalho, que começou no início do atual governo, deu as bases para as transformações que agora estão amadurecendo e se concretizando no Copam (Conselho Estadual de Política Ambiental), no licenciamento ambiental, nas normas e na legislação. Elas já dão mostras de que Minas tem um modelo eficiente e moderno, um exemplo para o País que tem tido reconhecimento”, complementa.

O secretário destaca a exigência de aplicação de programas de educação ambiental no licenciamento ambiental. “São formas de fazer com que as comunidades que convivem diretamente com os empreendimentos tenham seus interesses observados de forma cuidadosa”, destaca. 

A relação com o setor produtivo também vem se sofisticando na atual gestão e o modelo se manterá. "Acreditamos que as parcerias com outros entes federativos e com a sociedade organizada é o melhor caminho para encontrarmos os resultados e o equilíbrio necessários para a agenda ambiental", pontua.

O secretário destacou também a múltipla participação de organizações em ações de fiscalização ambiental, como foi o caso da Operação Integrada que vem sendo executada desde o dia 20 de novembro na Bacia do Rio das Velhas.