O número de municípios mineiros atingidos pela seca e estiagem não para de crescer. Nesta sexta-feira (24), o Ministério da Integração Nacional reconheceu situação de emergência de três cidades: Francisco Badaró, Itaobim e Jenipapo de Minas.

Na segunda-feira (19), o Governo Federal já havia decretado a situação crítica de sete cidades do Estado. A última portaria foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), na edição desta sexta. Além de Minas, o Ministério da Integração reconheceu a emergência de mais vinte municípios brasileiros.

No Maranhão, foram reconhecidos os municípios de Balsas, Chapadinha, Formosa da Serra Negra, Paraibano, Pastos Bons, São João dos Patos, Sítio Novo e Tufilândia. Na Bahia, estão em situação de emergência as cidades de Ibitiara, Irecê, Riacho de Santana e Rio do Antônio; no Mato Grosso estão Água Boa, Cláudia e Querência; em Sergipe, os municípios de Frei Paulo, Itabi, Macambira e Nossa Senhora Aparecida. Barra de São Francisco, no Espírito Santo, também está em situação de emergência.
 
O reconhecimento federal permite o acesso as ações de apoio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec). Uma delas é a implementação de programas de fornecimento de água tratada, como a Operação Carro-Pipa Federal. 

Também é possível obter benefícios como a renegociação de dívidas no setor de agricultura junto ao Banco do Brasil; a aquisição de cestas básicas do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; a retomada da atividade econômica das regiões afetadas com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), entre outros.

Em Minas

O período de estiagem se prolonga pelo menos até meados de outubro e, segundo levantamento da Defesa Civil, 143 cidades já tiveram situação de emergência reconhecida pelo Estado.

Saiba mais:
Cidades já fazem racionamento e estiagem deve se prolongar por mais um mês
Defesa Civil reconhece situação de emergência cidades mineiras por causa da seca