Grávida é torturada e espancada na Serra por suspeita de furtos

Lucas Simões
10/08/2019 às 17:19.
Atualizado em 05/09/2021 às 19:56
 (Google Street View / Reprodução)

(Google Street View / Reprodução)

Uma mulher de 32 anos, grávida de três meses, foi torturada e espancada por três traficantes no bairro da Serra, durante a noite desta sexta-feira (9). Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima teria sido punida pelos chefes do tráfico da região por ser apontada como suposta autora de furtos no bairro.

A PM foi acionada às 21h48, após diversas ligações de populares relatando as agressões. Testemunha contaram aos policiais que a vítima foi amarrada em um poste com uma corda e agredida com chicotes e pedaços de pau durante mais de meia hora, no Beco Dona Alvina.

No local, a PM encontrou a vítima consciente e caída no chão, ao lado de uma corda e um pedaço de madeira com sangue. A mulher foi levada ao Hospital João XXIII, onde foram constatadas fraturas nos dois braços, em uma mão e na cabeça. O estado de saúde da criança é delicado, segundo o hospital.

Os militares chegaram a perseguir e deter um dos suspeitos, de 33 anos, reconhecido como um dos integrantes da gangue Del Rey, que comanda o tráfico de drogas na região. O suspeito foi encaminhado para o Central de Flagrantes III da Polícia Civil e disse ter presenciado as agressões, mas negou qualquer envolvimento com o crime.

A PM ainda procura outros dois envolvidos nas agressões, também integrantes da gangue Del Rey.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por