Uma grávida de 37 anos, com tornozeleira eletrônica, suspeita de tuberculose e Covid-19, abandonou o Hospital Júlia Kubitschek, no bairro Milionários, no Barreiro, em Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira (6). Porém, ela foi localizada pela Polícia Militar pouco tempo depois e reencaminhada ao centro médico.

De acordo com Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), a mulher decidiu deixar o hospital por conta própria e por motivos pessoais por volta das 9h desta segunda. A equipe médica notou que a mulher havia fugido quando precisou chamá-la para novo atendimento. A PM foi acionada e um boletim de ocorrência sobre o fato foi registrado.

Como a paciente é usuária de tornozeleira eletrônica, os militares conseguiram localizá-la com facilidade dentro de um ônibus da linha 3054 (Milionários/ Centro), que passava pela rua Úrsula Paulino, altura do número 1580, no bairro Betânia. Às 10h40, a mulher - que não teve a identidade revelada - já estava na unidade hospitalar de volta, onde se encontra sob os cuidados médicos.

O ônibus utilizado pela paciente foi recolhido e, segundo a BHTrans, recebeu uma higienização especial no pátio da empresa responsável. Além disso, profissionais do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) deram orientações aos passageiros que estavam no coletivo sobre o que fazer diante do contato com a suspeita de ter a Covid-19.

Leia mais:
Mortes por Covid-19 em Pouso Alegre e Ouro Fino acendem alerta no Sul de Minas
Anvisa proíbe uso do app zoom por problemas de segurança
Kalil fechará praça da Assembleia e estuda medidas para restringir circulação na lagoa da Pampulha