A polícia está em busca de um adolescente de 17 anos que criou um perfil falso para marcar um encontro e assassinar a ex-namorada, de 16, que estava grávida de quatro meses, em Arinos, na região Noroeste de Belo Horizonte. A vítima ainda teria sofrido violência sexual antes de ser estrangulada até a morte pelo rapaz. 

Conforme a Polícia Militar (PM), a vítima estava desaparecida desde a madrugada da última segunda-feira (25), quando ela saiu de casa de bicicleta por volta de 0h30 e não retornou. No dia seguinte, os familiares registraram o Boletim de Ocorrência de desaparecimento e imediatamente começaram as buscas por ela. 

Entretanto, na tarde dessa quarta-feira (27), o corpo da menina foi achado pelo próprio irmão na entrada do povoado conhecido como Fazenda Pará Mineiro, região onde a vítima morava. Apesar do avançado estado de decomposição, a perícia da Polícia Civil (PC) constatou sinais de estrangulamento e, também, lesões na região genital, o que indica que a grávida ainda teria sido estuprada. 

Após o encontro do corpo da vítima, os policiais que investigavam o desaparecimento apontaram que o principal suspeito do homicídio seria o ex-namorado e pai do bebê, com quem ela teria terminado uma semana antes. Os parentes da adolescente relataram que o rapaz teria ameaçado ela de morte após o fim da relação. 

Perfil falso

Diante da informação de que o suposto assassino poderia estar na casa do pai, também na zona rural de Arinos, os policiais se deslocaram até o imóvel, porém, não o encontraram. Mas, na residência foram achados o celular da garota e a bicicleta que ela usou no dia em que desapareceu.

Durante as investigações, uma das irmãs da vítima, ainda criança, teria relatado aos policiais que ela estaria se relacionando com um homem chamado "Derik", de Brasília, por meio do Facebook. A informação foi confirmada quando o telefone da adolescente foi achado, onde as mensagens trocadas com este perfil confirmaram que foi marcado um encontro no local onde o corpo foi achado e na hora em que a jovem desapareceu.

Depois disso, os policiais acabaram descobrindo que o ex-namorado usou o telefone da mãe para criar o perfil falso e passou a conversar com a grávida alguns dias antes, marcando a emboscada para o início da madrugada de segunda. 

Ainda de acordo com a PM, os moradores do município - que tem pouco mais de 18 mil habitantes - estão chocados com o crime, principalmente por envolver uma jovem grávida. 

Leia mais:
Homem que estuprou e espancou enteado até a morte é condenado a 31 anos de prisão
Pai de Bernardo aponta madrasta e amiga como autoras do crime
Adolescente é apreendida e confessa que matou a avó após briga e escondeu corpo por 2 meses