Um grupo de apoiadores ao governo do presidente Jair Bolsonaro realizou nesta terça-feira (22), em Belo Horizonte, um protesto contra a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19. O ato foi pacífico.

Os manifestantes, alguns sem máscaras, se reuniram na Praça da Liberdade e seguiram até a porta da prefeitura, no Centro. Eles seguravam cartazes com dizeres como “vacina obrigatória não, tratamento precoce sim”, "vacina não, assim não", e entoavam gritos como "a nossa bandeira jamais será vermelha", “eu vim de graça” e “Bolsomito”.

O protesto contou com a presença do vereador Nikolas Ferreira (PRTB), eleito em 2020 com a segunda maior votação para ocupar uma vaga na Câmara de BH. Em um vídeo publicado nas redes sociais, durante o ato, ele se manifestou sobre o assunto. “Não à vacinação obrigatória, não seremos cobaia de ninguém. Estamos juntos para poder lutar pela nossa liberdade”, disse.

Procurada, a PBH esclareceu que “respeita manifestações democráticas e ordeiras”.

Leia mais: 
PM vai intensificar fiscalização nas ruas para evitar aglomeração, determina Zema
Para evitar propagação da variante da Covid, Anvisa inspeciona voos procedentes do Reino Unido
'Temos condições de iniciar imediatamente', diz Kalil sobre plano de vacinação contra Covid-19 em BH