A Polícia Militar está a procura do grupo que saqueou uma loja de conveniência na madrugada deste domingo (23) no bairro Renascença, região Nordeste de Belo Horizonte.

Aos militares, a dona do estabelecimento informou que ao chegar para o trabalho deparou com as portas de aço arrombadas. No local, a empresária deu faz de R$ 2.000 em picolés e sorvetes, R$ 1.500 de carnes congeladas, 30 maços de cigarros, dez fardos de cerveja e três fardos de refrigerantes, além de vários outros produtos em guloseimas.

O vigilante contou aos militares que um Fox de cor preta perdeu o controle da direção e invadiu o posto, batendo nas portas de ação. Ainda de acordo com o relato do vigia, um grupo de seis homens entraram no estabelecimento e roubaram todo o material.

Segundo a polícia, o local têm sistema de monitoramento por vídeo, mas ainda nãos e sabe se as imagens foram salvas, já que o computador que armazena os dados foi danificado. Ninguém foi preso.