A Polícia Militar de Itaobim, no Vale do Jequitinhonha, procura pelos homens que sequestraram o marido de uma tesoureira de um banco da cidade e a obrigaram a sacar quase meio milhão de reais na agência. Após o crime, eles fugiram e não foram mais localizados. 

Na noite desse domingo (13), o grupo de quatro homens, segundo informações preliminares da PM, abordou a mulher e o marido dela quando chegavam em casa. A mulher é tesoureira da agência bancária do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) na cidade. 

O casal foi levado para um local distante e, enquanto o homem era mantido em cárcere privado, a mulher sofria pressão para conseguir o dinheiro que eles pediam, sob a ameaça de matarem o marido dela. 

As vítimas passaram a noite com os sequestradores e, na manhã desta segunda-feira (14), a funcionária foi até o banco e pediu ao gerente para autorizar o saque, explicando a situação. O valor de R$ 425.000 foi retirado e a mulher entregou para os criminosos, que fugiram, em seguida, em um HB20 branco. 

Durante toda a ação, a PM não foi informada, já que esta era uma das condições para que o marido da mulher não fosse morto. Depois da entrega do dinheiro, ele foi liberado e a polícia, acionada. 

Por meio de câmeras de segurança a PM conseguiu identificar um dos sequestradores e também o veículo no qual eles fugirem. Os militares entraram em contato com batalhões de cidades vizinhas alertando sobre a fuga e fazem um rastreamento na região em busca do grupo. 

Leia mais:

Suspeitos de sequestro de segurança do Sicoob são presos em Betim
Criminosos sequestram segurança e família e roubam banco em Minas