A Guarda Municipal apreendeu, na tarde deste domingo (9), cerca de 70 latas com linha chilena e cerol. A apreensão foi feita na Praça do Papa, no bairro Mangabeiras e foi resultado de denúncias dos próprios moradores do bairro, na região Centro Sul da Capital. Como não houve vítimas, ninguém foi detido. O material seria levado para o depósito da Prefeitura de Belo Horizonte.

Os acidentes com o uso de linha com cerol têm aumentado e preocupado as autoridades. No mês passado, uma criança de 5 anos morreu ao ser atingida em Ibirité, na Região Metropolitana. O garotinho saía para brincar com o pai e foi ferido pela linha de uma pipa. Ele não resistiu e morreu.

No último dia 2, um promotor de vendas quase ficou cego ao ser atingido por uma linha de cerol, no bairro Jardim dos Bandeirantes, em Contagem, na Região Metropolitana. Felipe da Silva Santos, de 26 anos, foi atingido no rosto e levou dois pontos na pálpebra esquerda e quatro pontos no alto do nariz, entre os olhos.

Legislação

A utilização do cerol, da linha chilena e outros artigos de recreação com o material cortante foi proibida há 15 anos em Minas. A Lei de julho de 2002 prevê multa que varia de R$ 100 até R$ 1.500 para quem portar o material. O Código Penal qualifica o uso de cerol como crime passível de prisão.
Somente o Hospital de Pronto-Socorro (HPS) João XXIII, na capital, atendeu 488 feridos por cerol de 2005 a 2016. Os dados são da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig).

Autoridades de segurança alertam que os cuidados devem ser redobrados neste período do ano, quando os ventos são mais fortes e propícios para soltar papagaio. Muitas crianças, adolescentes e adultos aproveitam as férias de julho para empinar pipas e papagaios. Muitos se arriscam usando cerol, o que pode tornar a diversão em uma brincadeira mortal.

Leia mais:
Jovem atingido por cerol permanece em estado grave no CTI
Lei que proíbe o cerol completa 15 anos com muitos feridos e pouca fiscalização
Motociclista fica gravemente ferido por linha de cerol no Cachoeirinha