Guardas municipais de Belo Horizonte deram sangue, literalmente, para salvar vidas. Por meio de parceria inédita com a Fundação Hemominas, 100 agentes estiveram nesta terça-feira (1º) na sede da instituição que compõe a rede estadual de saúde, na região hospitalar, para fazer doações. Além de repor os estoques, que estão baixos, a proposta é mobilizar a população para ampliar a rede de doadores.
 
Para isso, segundo a assessoria de imprensa da Guarda Municipal, a parceria com a Hemominas deverá se repetir. Entre os agentes que participaram da iniciativa, alguns já tinham o hábito de doar. Para a Fundação, a solidariedade da corporação foi um alívio. Entre os tipos de sangue com fator RH negativo, os estoques estão 35% abaixo do ideal. A situação se agrava no tipo O negativo, dos doadores universais, cuja baixa é de 45%.
 
Entre os tipos de sangue com fator RH positivo, o problema é maior no estoque do tipo O, que está 25% abaixo do ideal. A Fundação Hemominas conta com o apoio dos doadores para reverter este quadro.

Informações sobre doação podem ser obtidas pelo telefone 155 (opção 8), das 7h às 21h de segunda a sexta-feira e das 7h às 19h aos sábados e domingos, ou pelo site hemominas.mg.gov.br.