Um homem, de 34 anos, foi preso após espancar um indivíduo, de 40, a pauladas no Centro de Belo Horizonte, no fim da noite dessa quarta-feira (18). À Polícia Militar, o suspeito afirmou que, tão logo saia da detenção, irá terminar o serviço. Ambos são moradores de rua.

De acordo com a corporação, os militares foram chamados à rua Guarani às 23h58. Ao chegarem, o rapaz mais novo cessou as agressões e foi rendido. Ele foi algemado e preso em flagrante. Já a vítima, que apresentava diversos ferimentos na cabeça, pescoço, braços e pernas, foi socorrida e levada ao Hospital de Pronto-Socorro XXIII.

Aos policiais, o suspeito afirmou que veio de Vespasiano, na Região Metropolitana de BH, somente para executar a vítima. Segundo ele, há algum tempo o homem teria lhe ameaçado de morte. O autor ainda explicou que sabia onde o agredido costumava dormir e que foi direto até ele para matá-lo, tendo parado apenas porque a viatura policial chegou ao local.

Uma mulher, de 43 anos, que também passava a noite na rua, declarou à polícia que acordou após ouvir o barulho das pauladas e os gritos da vítima. Ela afirmou que teve um relacionamento amoroso com o autor, e que procurou a rua após o fim do namoro, tendo sido bem-recebida pela vítima, o que teria causado ciúmes no agressor. Ela também relatou que tem uma medida protetiva em vigor contra o ex-namorado.

O suspeito ainda afirmou que terminará o que começou assim que sair da prisão, completando que também assassinará a ex-companheira. O homem foi levado para a Delegacia de Plantão (Deplan) 2, no bairro Floresta, na região Leste da capital, devido à tentativa de homicídio. O pedaço de madeira utilizado no crime foi apreendido.

Leia mais:
PBH estuda obrigar servidores públicos a se vacinarem contra a Covid-19 na capital
Motociclista morre 'atropelado' por caminhão no Anel Rodoviário de BH
Escolas de BH poderão ter o dobro de alunos a partir da próxima semana, diz Kalil