Um homem de 32 anos foi preso na noite dessa tarça-feira (14) depois de acertar um tiro na mão de uma criança de 8 anos em Andradas, no Sul de Minas. Ele foi encontrado pela Polícia Militar debaixo da cama de casa onde deveria estar cumprindo prisão domiciliar.

Segundo a PM, estavam no carro um homem de 28 anos, a mulher dele, de 27, e os dois filhos do casal, de 4 e 8 anos. A família teria sido supreendida pelos disparos enquanto trafegava por uma avenida da cidade.

O carro saiu em alta velocidade, mas foi seguido pelos atiradores, que estavam em outro veículo. O suspeito só parou de atirar quando viu uma viatura da Polícia Civil. Uma das balas atingiu a mão da criança mais velha, que foi levada para a Santa Casa de Andradas - a mãe dela também precisou de atendimento, apesar de não ter sido atingida.

Questionada pelos militares, a mulher contou que o suspeito é primo do marido dela. Os dois teriam tido uma discussão séria, e o homem teria sido jurado de morte. Após os disparos, ele fugiu do local e ainda não foi encontrado.

Junto com o suspeito, foi apreendido um revólver calibre 38. Ele não falou nada ao ser preso, e foi levado para a delegacia de plantão em Pouso Alegre, também no Sul do Estado. 

Leia mais:
Justiça suspende saída temporária de mais de 300 presos durante o Natal em BH
Brasil tem 19 casos confirmados de variante Ômicron do coronavírus e investiga outros sete