Um homem de 32 anos foi preso na madrugada desta segunda-feira (8) suspeito de matar a própria esposa, que estava grávida de 6 meses. O crime aconteceu no bairro Boa Morte, em Barbacena, no Campo das Vertentes, e o suspeito confessou o feminicídio, de acordo com a Polícia Militar.

Segundo a corporação, militares receberam uma denúncia de perturbação do sossego, porque um casal estaria tendo uma discussão e a mulher poderia estar sendo vítima de violência doméstica.

Ao chegar no endereço, os policiais viram um homem somente de cueca na rua, que correu para dentro de um prédio logo após avistar a viatura. Os próprios vizinhos indicaram a localização do apartamento do suspeito. No imóvel, os policiais viram a mulher de 32 anos caída ao chão. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e os médicos constataram a morte da vítima.

À polícia, o marido disse que há algum tempo tem percebido que "possui mediunidade" e que não conseguia dormir, mas se sentiu confortável colocando alguns cobertores e travesseiros no chão para dormir. Sua esposa, ao vê-lo no chão, teria fico incomodada e chorado.

Ainda segundo o relato dele, ela se deitou ao lado dele no chão e eles rezaram juntos, mas depois ela teria ficado nervosa. Ele teria, então, pegado um cobertor e utilizado como um “escudo” contra a mulher. Depois, teria colocado o cobertor em volta do pescoço dela e apertado até ela parar de reagir.

Ele disse que fazia tratamento psiquiátrico na cidade de Belo Horizonte, mas em fevereiro interrompeu o tratamento. Afirmou também que não tinha motivos para matar a esposa.