Depois de uma noite acompanhado de duas garotas de programa, um homem de 39 anos deixou as mulheres trancadas em seu apartamento e foi para a casa da mãe, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Ele só não contava que as vítimas, de 20 e 40 anos, jogariam todas as suas roupas pela janela e acionariam a polícia, o que o levou a ser preso na manhã de quarta-feira (10) pelo crime de cárcere privado, que tem pena de 1 a 3 anos de cadeia.

Conforme a Polícia Militar (PM) do município, era por volta das 11h39 quando a corporação foi acionada até o prédio na rua Mangue, no bairro Granada. Chegando lá, os militares foram informados pelas vítimas, que gritavam da janela do apartamento, no 2º andar, que se encontraram com o suspeito na noite anterior em um bar da avenida Afonso Pena. 

Após combinarem um programa, o homem colocou as prostitutas em um carro de aplicativo de transporte de passageiros e seguiu para a casa em uma moto. Após o programa, por volta das 7h, o suspeito teria dito que sairia para pegar o dinheiro para pagar o programa e comprar cigarro.

Três horas depois, sem o retorno do "anfitrião", as mulheres tentaram sair do prédio, mas perceberam que estavam trancadas, já que não havia nenhum outro morador para abrir a porta.

Foi então que elas decidiram, como protesto, arremessar as roupas e outros objetos do homem pela janela, deixando tudo espalhado no saguão do prédio. 

Na casa da mãe

Diante da situação, os militares iniciaram rastreamento, localizando o homem na casa de sua mãe, no bairro Luizote de Freitas, a mais de 13 km de onde havia deixado as garotas de programa. Questionado, o suspeito confirmou ter saído de casa e deixado as vítimas trancadas, falando ainda que não tinha hora para retornar e liberá-las. 

Ainda conforme a PM, tanto o homem quanto as prostitutas apresentavam sintomas de consumo de bebidas alcoólicas. Os três foram levados para a delegacia, onde ele acabou preso em flagrante pelo cárcere privado. 

Leia mais:
Homem é preso por manter mulher em cárcere privado na Pampulha
Mulher e filhos que eram mantidos em cativeiro são libertados em Contagem
Polícia localiza família de idosa mantida em cárcere privado por 20 anos