Uma mulher de 24 anos, que tem paralisia cerebral, foi estuprada na madrugada desse domingo (15) quando estava deitada em sua cama. O crime aconteceu em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O suspeito é amigo do pai dela e, ao ser flagrado cometendo o abuso, fugiu e não foi mais localizado. 

Segundo informações da Polícia Militar (PM), a mãe da jovem contou que o marido bebia cerveja com alguns amigos em casa quando um deles pediu para usar o banheiro. Neste momento, ele teria entrado no quarto da jovem para cometer a violência sexual. No Hospital Odilon Behrens, para onde a vítima foi levada após o crime, foi constatada a penetração. 

Quando a mãe notou a demora do homem, foi até o quarto da filha e viu que ele estava sem roupas em cima da jovem e com a mão tampando a boca dela. O pai da vítima também notou que ela sangrava na região genital e saiu correndo atrás do homem, mas não conseguiu alcançá-lo. 

À polícia, a mãe explicou que a jovem consegue se comunicar e que ela contou que estava deitada no quarto quando chegou alguém por trás, tampou sua boca e falou para não gritar. Ela nem mesmo conseguiu esboçar qualquer reação enquanto era violentada, porque havia acabado de fazer uso de seu remédio controlado. 

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o caso por meio da 2ª Delegacia de Santa Luzia. Até a tarde desta segunda-feira (16), o homem ainda não havia sido encontrado. 

Leia mais:

Condenado a 136 anos de prisão por estuprar cinco crianças é casado e pai de oito filhos
Treinador abusou de pelo menos seis crianças em escolinha de futebol de BH, diz polícia
Suspeitos presos por pornografia infantil tinham 3 mil vídeos de crianças e adolescentes