Um homem de 26 anos, morador de São Paulo, assumiu em postagem no Facebook que sente atração sexual por crianças. A publicação provocou a revolta de usuários da rede social, que não têm poupado críticas.
No texto, o homem afirmou que tem preferência por meninas entre 7 e 12 anos e explica como descobriu o transtorno. "No dia em que eu descobri isso foi quando eu me dei conta de que estar apaixonado por uma menina criança não implicava em ser qualquer tipo de 'monstro'" , escreveu.

Entretanto, ainda na mesma postagem, o homem alegou que, embora se sentisse atraído, nunca chegou a cometer qualquer ato com intenções sexuais contra uma criança. "Eu nunca toquei em uma criança de maneira sexualizada. Eu nunca causei constrangimento com aproximações ou olhares", acrescentou.
 

Logo após a publicação, rapidamente os internautas se manifestaram com mensagens de repúdio. No perfil foram registrados comentários como "Nojento", "Escória humana", "Se mata" e "Vamos fazer sua vida virar um inferno".

Em publicação posterior, o homem revelou que publicou a confissão para acabar com o preconceito e a desinformação sobre pedofilia e para que outras pessoas que sofrem o transtorno se sintam encorajadas a procurar ajuda.

Na última postagem feita, ele afirmou estar sofrendo ameaças e informou que tornará suas publicações na rede social visíveis apenas para amigos.