Foi encontrado por um parente, o corpo de um homem que caiu no rio Baependi, na zona rural da cidade de mesmo nome, no Sul de Minas, nessa segunda-feira (14).

O primo de Valdir Campos Brande, de 42 anos, encontrou o cadáver do retireiro (profissional que ordenha vacas, em uma fazenda) a poucos metros de distância de onde eles moraram. De acordo com o Corpo de Bombeiros, Brande voltava de uma festa com os amigos, montado em uma mula o homem tentou atravessar o rio, mas foi arrastado pela correnteza.

Nos últimos dias, conforme os bombeiros, tem chovido frequentemente na região e, por isso, o nível do rio estava alto. “Como o incidente ocorreu às 21 horas não tivemos condições de fazer buscas no local. Elas seriam iniciadas na segunda-feira pela manhã, mas o primo da vítima o encontrou”, afirmou o soldado Felipe Bartele, do Corpo de Bombeiros de São Lourenço.

De acordo com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), o registro da morte do retireiro não entra nas estatísticas de mortes em decorrência da chuva. Isso porque, além de não estar chovendo no momento do incidente, o homem teria morrido após cair no rio e se afogar. Até agora, em Minas Gerais foram registradas 22 mortes no período chuvoso, o número é maior do que todo o período chuvoso, quando 20 mortes foram registradas.