Uma mulher de 53 anos foi encontrada morta no bairro Primeiro de Maio, na Região Norte de Belo Horizonte, na tarde desta quarta-feira (12). O suspeito do crime é o irmão dela, de 34 anos, que enterrou o corpo dentro de casa.

Segundo a Polícia Militar, uma irmã da vítima denunciou o desaparecimento após tentar falar com ela pelo telefone por várias vezes. Ela então foi até a casa para saber o que havia acontecido.

No local, o irmão, que mora no mesmo lote que a vítima, não quis abrir o portão, alegando estar cansado. Ela então chamou a Polícia Militar, que encontrou marcas de pela casa.

Além disso, um reparo de concreto feito no piso da casa, bem embaixo da cama, chamou a atenção dos policiais. O Corpo de Bombeiros foi chamado para retirar a camada de cimento do chão. Após escavar o buraco, a PM encontrou o corpo da vítima com sinais de violência. A perícia constatou que a mulher levou um golpe na cabeça e cerca de sete perfurações nas costas, que possivelmente foram feitas com uma faca.

Ainda de acordo com a PM, vizinhos contaram que ele estaria perfurando o piso há cerca de um mês e, nesta tarde, durante a prisão, ele estava com as calças e o sapato sujos. Os parentes também contaram que as brigas entre os dois eram frequentes e que o autor, que seria usuário de drogas e álcool, já havia ameaçado a irmã de morte outras vezes.

O suspeito foi autuado em flagrante por homicídio e levado para a Central de Flagrantes (Ceflan I), do bairro Floresta, na Região Leste de BH.