Após cinco anos sendo mantida presa dentro de uma casa de três comodos pelo companheiro, uma mulher de 50 anos acabou libertada pela polícia, na manhã desta terça-feira (21), no bairro Parque Estrela do Sul, em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O suspeito, de 38 anos, foi preso em flagrante por cárcere privado. 

Conforme o delegado Wellington Faria, da Delegacia de Mulheres do município, o crime foi descoberto após a Polícia Militar (PM) receber uma denúncia anônima na parte da manhã. Quando os policiais chegaram ao imóvel, encontraram tudo trancado e, após chamarem pelos moradores, foram atendidos pelo suspeito, que autorizou a entrada na casa. 

Lá dentro, os militares localizaram a vítima presa dentro de um quarto e, após conversa com a mulher, ela revelou que há cinco anos era impedida de deixar o imóvel sozinha, só sendo autorizada a sair na companhia do homem. O suspeito a ameaçava, dizendo que iria expulsá-la de casa se ela deixasse o local sem ele. 

"Diante dessa situação, o casal foi trazido para a Delegacia de Mulheres. Após o depoimento dela confirmando o confinamento, nossa equipe retornou até a casa, onde um vizinho confirmou que a mulher ficava presa com o portão da frente trancado e que, ao longo dos últimos cinco anos, ela só teria sido vista na rua duas ou três vezes, sempre na companhia do homem", aponta o delegado. 

A PC conseguiu identificar ainda uma filha da vítima, que relatou que a mãe estava desaparecida há cinco anos, quando saiu de casa no bairro Pindorama, na região Noroeste de Belo Horizonte. A vítima só voltou a fazer contato com os familiares há cerca de três meses, tendo contado inclusive que era mantida presa em uma casa em Ibirité. 

Ainda de acordo com o delegado Wellington Faria, ficou comprovado que o suspeito, que não tem emprego fixo mas faz bicos de eletricista, deixava a mulher trancada em casa sempre que saía. "Até agora ele não tinha antecedentes criminais. Durante o depoimento, a vítima disse que no início do relacionamento ele chegou a agredí-la, mas, depois de um tempo, as agressões pararam e foram mantidas somente as ameaças", completa o policial. 

Mulher está presa desde o dia em que conheceu o suspeito

A vítima contou ainda que há cerca de cinco anos morava em BH com o marido e filhos, mas que, após um desentendimento, deixou a casa e passou a morar na rua.

"Depois de pouco tempo ela conheceu esse suspeito que, no mesmo dia, convidou ela para morar na casa. Desde então, ela era mantida lá contra sua vontade", finalizou Faria. 

Após receber voz de prisão em flagrante, o homem foi encaminhado para o Presídio de Ibirité. 

cárcere privado
Suspeito foi encaminhado ao presídio após a PC comprovar o crime de cárcere privado

Leia mais:
Mulher é mantida em cárcere privado durante um ano por homem que conheceu no Facebook
Polícia vai apurar se cardiologista preso com 6 armas manteve família em cárcere privado
Mulher é agredida e mantida em cárcere privado pelo namorado no Sul de Minas