O homem que matou o namorado da ex-companheira, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, foi condenado a 14 anos de prisão. O julgamento ocorreu nessa quarta-feira (31). A Justiça não concedeu ao réu o direito de recorrer da sentença em liberdade.

O crime foi em 1º de março do ano passado e, segundo a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o réu não aceitava o novo relacionamento da ex.

Segundo as investigações policiais, o condenado manteve um relacionamento amoroso com a mulher por cerca de quatro anos e, no dia do crime, ele foi até à casa dela com a desculpa de ver a filha. 

A mulher desconfiou da intenção dele e pediu ao companheiro que ficasse nos fundos do imóvel para os dois não se encontrarem. Mesmo assim, ao entrar na casa, ele sacou uma arma e surpreendeu a vítima com três tiros nas costas.

Ele foi condenado por homicídio com duas qualificadoras: por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Leia mais:
Para investigadores, assassinato de mãe e filho foi premeditado e suspeito pretendia fugir
Microempresário é preso com a arma que teria sido usada no assassinato de mãe e filho em BH
Idoso mata namorada a facadas por pensar que estava sendo traído