Um homem de aproximadamente 50 anos foi levado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII em estado grave após cair durante um salto de parapente, em Mateus Leme, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, no fim da tarde desse sábado (8). Ele quebrou as duas pernas e a pélvis no acidente. 

Segundo o aspirante Davi Melo, do 2° Batalhão do Corpo de Bombeiros de Contagem, responsável pelo atendimento da ocorrência, após o salto em um local conhecido como Serra do Elefante, o parapente da vítima começou a girar em 360° e depois caiu em uma mata fechada, com descida íngreme, um local de difícil acesso. 

"Um colega dele conseguiu descer no meio da mata e ficou o acompanhando até nós chegarmos. De lá, ele conseguiu nos dar uma direção para que conseguíssemos chegar ao local", explica. 

A distância do local do salto até o ponto em que a vítima caiu é de cerca de um quilômetro. Como o transporte por via terrestre poderia causar complicações no estado de saúde do saltador, o helicóptero Arcanjo 2 da corporação foi utilizado no resgate. 

 "O militar do Arcanjo desceu de rapel até o local e içou a vítima junto com ele até uma área mais plana, onde ele recebeu o primeiro atendimento. E depois, ele foi deslocado no helicóptero para o João XXIII em estado bem grave. Quando chegamos ao local para socorrê-lo, ele já estava entrando em choque", conta Melo. A vítima segue internada no João XXIII, com fratura no fêmur e na pélvis.  

Leia mais:

Esportista cai em voo de parapente e fica preso em árvore na Grande BH
Piloto experiente de paraglider morre durante voo em Poços de Caldas