A Polícia Militar procura pelos suspeitos do sequestro de um homem de 43 anos em um bar de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na madrugada desta sexta-feira (8). 

Ele foi abordado por dois homens e uma mulher por volta das 5h. O trio pediu ajuda à vítima, alegando que os carros deles, um Fiat Siena e um Palio Weekend, estavam sem gasolina. Já na rua, o grupo pediu para levar o veículo do homem até um posto para comprar combustível. 

Dentro do veículo, os suspeitos colocaram uma tesoura no pescoço da vítima e teriam dito, segundo consta no boletim de ocorrência: "foi você que quebrou a nossa biqueira. Foi você que nos denunciou. Fica quieto se não vou te furar. Você é grampo, um X9, nós vamos te matar. Se você nos denunciar, nós vamos atrás de você e de sua família" (sic). 

Em seguida, o homem foi colocado no banco de trás do próprio veículo. Ao avistar uma viatura da Polícia Militar na avenida Tito Fulgêncio, no bairro Cidade Industrial, ele saltou do veículo para pedir ajuda, em uma atitude arriscada. 

Assim que os militares perceberam a ação dos bandidos, começaram a persegui-los. Mas os dois homens e a mulher conseguiram fugir. O carro da vítima também não foi localizado.

O homem sequestrado sofreu escoriações e perfurações, provocadas pelo salto e pelos arranhões da tesoura. 

Leia mais:
Perseguição policial termina com uma morte e seis feridos em BH