Uma mulher de 56 anos, que era mantida refém pelo próprio filho, foi libertada, na madrugada desta quarta-feira (26), pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope). Para imobilizar o rapaz de 25 anos, os militares tiveram que usar uma pistola "taser", que emite impulsos elétricos.

O caso aconteceu no bairro Arvoredo, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Parentes da vítima acionaram a Polícia Militar, após perceberem que o homem estava mantendo a mãe dentro de um quarto. Os dois estavam trancados no imóvel desde 13h de terça-feira (25).

Conforme os familiares, o rapaz fazia acompanhamento psicológico, mas teria abandonado o tratamento. Os policiais tentaram negociar por horas com ele, que não largou a mãe e, para ameaçá-la, usava uma chave de fenda no pescoço dela.

Em um dado momento, os militares do Bope imobilizaram o rapaz com o uso da pistola de menor potencial ofensivo. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou o rapaz para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Ressaca. A mãe ficou acompanhando o filho no hospital.

O caso foi registrado na Delegacia de Contagem.