Iluminação especial, aquecimento artificial e sistema de irrigação. Um apartamento no bairro Santo Antônio, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, foi transformado em um verdadeiro laboratório. O detalhe é que o espaço foi montado para cultivar maconha. 

Além de todos esses apetrechos, cabana, fertilizantes e insumos que eram utilizados para garantir o grau de pureza do entorpecente - que tinha sementes importadas da Califórnia, nos Estados Unidos -, também foram apreendidos pela Polícia Militar.

O laboratório foi descoberto na manhã desta quinta-feira (8), após denúncia anônima de que um morador da rua Matipó plantava a erva dentro do apartamento. Militares do 22º Batalhão foram até o endereço e, lá, constataram a ilegalidade.

O morador do apartamento, um homem de 31 anos, confessou que cultivava a maconha, mas alegou que era para consumo próprio. "No entanto, a denúncia dava conta de que havia comercialização de drogas no local", informou a PM.

No apartamento, os militares apreenderam pés de maconha de diversos tamanhos, várias sementes da erva "importada", várias porções da mesma droga, além de diversos materiais relacionados ao cultivo ilegal da maconha.

O suspeito foi detido e levado para a Central de Flagrantes (Ceflan) para o registro da ocorrência.

Leia mais:
PM apreende caminhonete 'recheada' com 800kg maconha e prende dois em Abaeté