Dois homens procuraram a Polícia Militar em Araxá, no Alto Paranaíba, para relatar que foram vítimas de uma mulher, que utilizou imagens íntimas, captadas durante uma conversa online, para extorqui-los. O primeiro procurou o batalhão na sexta-feira (16) e a segunda vítima fez a denúncia no dia seguinte.

De acordo com a primeira vítima, a mulher a procurou pelo Facebook. Após começarem a conversar, ela propôs que se exibissem mutuamente pela webcam. Após alguns minutos, a mulher teria desligado a câmera e enviado ameaças e fotos dos familiares da vítima por meio do Messenger, solicitando uma grande quantia em dinheiro. Se ele não pagasse, a mulher divulgaria o vídeo íntimo nas redes sociais.

De acordo com a PM, a autora apresentou uma conta para depósito da Costa do Marfim, na África, porém o depósito não foi realizado, pois a vítima não tinha saldo suficiente. No dia seguinte, um outro homem procurou a Polícia Militar para fazer o mesmo relato, contando que vinha recebendo ameaças de que teria a intimidade revelada em redes sociais.

A Polícia Militar aconselha a pessoa a não aceitar solicitações de amizade de desconhecidos em suas redes sociais, tampouco criar conteúdo íntimo que possa ser usado por golpistas. E, principalmente, nunca se deve fazer depósito na conta de golpistas. Se for uma vítima, procure imediatamente a Polícia Militar e registre uma ocorrência.

Você também pode fazer uma denúncia pelo 190 ou pelo 181 se souber de alguém que esteja praticando extorsão.

Leia mais:
Caminhão que matou mulher no Santo Antônio não tinha autorização especial para trafegar pelo local
OAB vai apurar denúncias de maus-tratos a detentos de presídio em Ribeirão das Neves