Dois suspeitos de cometerem uma série de assaltos na região Centro-Sul de Belo Horizonte foram presos na noite dessa quinta-feira (11). A última vítima da dupla foi uma garota de programa que ajudou a Polícia Miliar a chegar até os rapazes, de 20 e 21 anos.

Durante a operação BH Mais Segura, os militares foram informados sobre uma mulher que havia sido assaltada no dia anterior. Ela contou que era acompanhante executiva e que recebeu uma ligação de uma pessoa desconhecida que a contratou para um serviço. Segundo ela, foi combinado o valor R$ 350,00, quantia que seria paga no local de atendimento, um prédio na rua Antônio de Albuquerque, na Savassi.

Ela alegou que recebeu o cliente, que se identificou na portaria e subiu para o apartamento. Eles foram para o quarto e o programa durou cerca de 20 minutos. Em seguida, o homem foi até o banheiro para vestir a roupa, mas ao retornar, ele estava armado e anunciou o assalto.

O suspeito ordenou que a vítima entregasse todo o dinheiro e o celular. Ele recolheu cerca de R$ 1.000,00 após revirar todo o apartamento.

Após pegar tudo de valor que havia no local ele ordenou que a mulher permanecesse no quarto enquanto ele fugia.

Com as informações repassadas pela mulher, a polícia fez rastreamentos e localizou o endereço do suspeito, no bairro Vila Clóris, na região Norte da Capital.

No endereço, os policiais foram recebidos pelo pai de um autores. O homem ligou para o filho e em poucos minutos ele chegou em casa. O rapaz assumiu ter praticado o roubo e ainda entregou parte do dinheiro e aparelhos celulares de outras vítimas. Ainda segundo o suspeito, a réplica de uma arma usada nos assaltos havia sido jogada em uma lixeira próxima da casa dele e também foi apreendida.

Além de confessar os crimes, ele também entregou o comparsa que o ajudou a praticar os roubos nos bairros Mangabeiras, Savassi e Sion, todos na região Centro-Sul de BH.

O suspeito levou os militares até o endereço do comparsa, que também foi preso e confessou os delitos, inclusive o último onde a vítima era a garota de programa. Com ele, a PM também apreendeu dinheiro e celulares.