Somente pacientes em risco iminente de morte ou com sequela grave estão sendo atendidos no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). A nota foi publicada nesta terça-feira (26) pela instituição.

Há uma semana, o local, que é referência para 86 municípios, anunciou que atenderia somente os pacientes em situações de urgência ou emergência.

Com dificuldades para pagar fornecedores, o hospital ainda enfrenta a falta de insumos e a demora no repasse do Sistema Único de Saúde (SUS) pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS).

Apesar do quadro crítico, o HC-UFU ressaltou que fez uma compra significativa de insumos. Além disso, tão logo aconteça o recebimento do repasse do Fundo Nacional a situação será revertida.

Vale lembrar que desde 2013, o hospital de Uberlândia vive o drama de reabrir e fechar das portas constantemente. Em todos os casos, essa inconstância foi motivada por problema financeiros.

A assessoria do Ministério de Saúde foi procurado pela reportagem, mas não foi encontrada para esclarecer a demora nos depósitos.