O Hospital de Clínicas de Uberlândia da Universidade Federal de Uberlândia (HCU-UFU) concluiu, nesta segunda-feira (3), a liberação de 21 dos 30 leitos da Unidade de Terapia Intensiva para Adultos (UTI Adulto), interditados desde 21 de julho devido a contaminação da bactéria Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase (KPC).
 
Segundo a direção do hospital, o processo de desinfecção liberou nove leitos na última quarta-feira (29). Agora, outras 12 unidades passaram pelo mesmo procedimento e estão em funcionamento normal. Outras nove camas foram desocupadas e recebem a manutenção.
 
A infecção pela superbactéria KPC provocou a evacuação. Segundo a direção do hospital, seis pacientes internados foram infectados pela bactéria.
 
UTI Neonatal
 
Pouco mais de uma semana após o HC-UFU interditar a Unidade de Terapia Intensiva para Adultos, a UTI Neonatal (UTIn) também precisou ser fechada, devido ao mesmo problema. Os 15 leitos foram desativados devido a um surto infeccioso pela bactéria Acinetobacter baumannii. Não há previsão para a liberação das vagas e as medidas necessárias já foram iniciadas. 
 
Emergência
 
O problema obrigou a Prefeitura de Uberlândia a decretar situação de  emergência em saúde pública no Município pelo período de 180 dias.