A Polícia Civil de Ouro Preto, região Central do Estado, vai investigar se Guiomar Anastácia da Silva, de 72 anos, foi vítima de assassinato. O corpo dela foi encontrado parcialmente carbonizado por volta de 5h45 da manhã deste domingo (22), quando homens do Corpo de Bombeiros foram acionados para combater as chamas que atingiam a casa da idosa.
 
A mulher, que era artista plástica conhecida no município, estava nua e apresentava traumatismo craniano e um corte profundo na barriga. O corpo foi encontrado no quarto da idosa. A polícia acredita ter sido um incêndio criminoso.
 
O delegado Ricardo Reis Neto disse que os policiais iniciaram as diligências. Para não prejudicar as investigações, informações sobre suspeitos e o andamento das investigações não seriam repassadas por enquanto.
 
Segundo ele, Guiomar morava sozinha e tinha sobrinhos na cidade. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML).