Após assassinar a companheira de 72 anos a facadas, um idoso ligou para a polícia e confessou o crime, dizendo que se mataria em seguida na noite de domingo (6) em Uberaba, no Triângulo Mineiro. O suspeito, de 61 anos, foi achado com cortes no pescoço e abdômen e, ainda, teria ingerido veneno para rato. 

A Polícia Militar (PM) recebeu um chamado pelo número 190 por volta das 21h. O homem passou o endereço da casa, na rua Florêncio Henrique, no bairro Beija Flor I, e avisou que tinha matado a esposa e cometeria suicídio, desligando o telefone em seguida. Quando os militares chegaram ao local, foram atendidos pelo idoso, que apresentava um forte sangramento no pescoço e exposição das vísceras. 

O suspeito contou que esfaqueou a mulher pelas costas e, usando a mesma faca, se cortou. Ele disse ainda que teria tomado chumbinho (veneno de ratos), mas desmaiou logo em seguida.  O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e confirmou que a mulher já estava morta. A unidade também socorreu o idoso, que foi levado para o Pronto-Socorro do Hospital Escola da Universidade Federal de Triângulo Mineiro (UFTM).

A perícia da Polícia Civil (PC) também esteve na casa onde o feminicídio aconteceu, apreendendo a faca usada pelo homem e, também, um copo que ele utilizou para ingerir o veneno. 

Devido à gravidade do estado de saúde do suspeito, ele recebeu voz de prisão em flagrante, mas não pode ser apresentado na delegacia. A PC investigará o caso. 

Leia mais:
Condenado homem que atirou na mulher depois que ela se recusou a ter relações sexuais com ele
Homem arrasta mulher no capô do carro e depois a espanca no meio da rua em Uberaba
Cabo é suspeito de tentativa de feminicídio na Pampulha; PM irá apurar