Uma criança de três anos precisou ser internada em estado grave no Hospital Risoleta Neves após o pai dela avançar a parada obrigatória e bater na lateral de um ônibus. O acidente ocorreu na noite dessa sexta-feira (24) no bairro Jardim Leblon, em Venda Nova. O homem, segundo a PM, não possui carteira de habilitação e estava com sinais de embriaguez. 

Conforme a corporação, a batida ocorreu por volta de 19h30. O motorista do ônibus relatou aos policiais que estava seguindo na rua Cônego Trindade quando foi atingido, na lateral, por um Fiat Idea que seguia na rua São Sebastião do Maranhão. No cruzamento das vias havia uma placa indicando parada obrigatória ao motorista do Idea, de 25 anos. 

Depois de atingir o coletivo, o carro ainda bateu em duas motocicletas da Polícia Militar que estavam estacionadas na via. Os militares estavam fora das motos e não se feriram. Com o impacto da batida, a filha do motorista, de apenas três anos, sofreu um traumatismo craniano encefálico e perfurações no pulmão. A criança estava no banco da frente sem cadeirinha. 

Ela foi encaminhada, em estado grave, ao Hospital Risoleta Tolentino Neves. Já o pai dela, que conduzia o Idea, também se feriu e precisou ser levado para o Pronto-Socorro do Hospital João XXIII, onde permaneceu internado sob escolta policial. Segundo a PM, o homem estava com sinais de embriaguez, mas negou a ingestão de bebida alcóolica. Ele também recusou o teste do bafômetro. 

Ele ainda disse aos policiais que, no momento da batida, estava fugindo de um Gol prata que estaria perseguindo o carro dele. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Plantão do Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran). Procurada para comentar sobre a ocorrência, a Polícia Civil informou que o caso será investigado pela Delegacia Especializada de Acidentes de Veículos (Deav).