A histórica capela de Santa Rita de Cássia, no distrito de Sopa, em Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, foi tomada por um incêndio na tarde desta sexta-feira (4). Três viaturas do Corpo de Bombeiros do município foram enviadas ao local. 

O combate às chamas contou também com um caminhão pipa da Copasa. No final da tarde, os bombeiros anunciaram que as chamas haviam sido controladas e continuava sendo feito um trabalho de rescaldo. Não há relato de vítimas.

De acordo com os bombeiros, o incêndio consumiu toda a estrutura da capela, ficando as paredes em ruínas sem desmoronar, sendo necessário interdição total do local, porque pode haver o desabamento do restante da estrutura.

A Secretaria de Cultura de Diamantina ainda não se manifestou sobre o incêndio. A capela foi tombada pela Prefeitura de Diamantina em 2003. De acordo com o site Viva Diamantina, não há informações sobre a data em que a capela foi construída nem sua autoria, mas estima-se que a edificação seja do século 18, devido a sua tipologia, forma e sistema construtivo. 

O Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) informou que solidariza-se com a prefeitura de Diamantina, a Arquidiocese de Diamantina e com a comunidade local, pelo incêndio. "Manifestamos ainda nosso apoio técnico às ações necessárias para a recuperação desse valioso bem cultural", afirmou por meio de nota.

Confira o segundo vídeo e galeria de fotos:

 

Leia mais:
Incêndios em vegetação cresceram 45% na Grande BH de janeiro a setembro deste ano
Asilo pega fogo e idosos têm 80% dos corpos queimados em Pará de Minas; cigarro provocou fogo