O incêndio que atingiu o Parque Estadual Serra do Rola Moça foi controlado nesta terça-feira (26). Segundo o Corpo de Bombeiros, três aeronaves e cerca de 80 homens, entre bombeiros, brigadistas, militares e voluntários atuaram no combate às chamas nesta manhã. Durante a tarde, aproximadamente 50 homens ainda continuam no local trabalhando na eliminação do rescaldo. O incêndio teve início nessa segunda-feira (25), as 5h35, quando 101 homens trabalharam durante todo o dia no combate ao fogo. 
 
As primeiras informações dos bombeiros deram conta de que o fogo havia iniciado no Solar do Barreiro, em Belo Horizonte. Na noite dessa segunda-feira, porém, o sargento Ronisnaide Cardoso, do Pelotão Rola Moça, porém, afirmou que as áreas atingidas ficam em Brumadinho, Ibirité e Casa Branca, região Metropolitana da capital. “Somente no fim da tarde de hoje (26), quando uma aeronave chegará para fazer as medições, será possível calcular e precisar a área afetada. Acreditamos que a maior parte fica numa região conhecida como Jangada e a outra como Casa Branca”, afirmou o tenente Jader Correira, do segundo batalhão do Corpo de Bombeiros.
 
O tenente disse ainda que a causa do incêndio ainda é desconhecida, mas que pode ter sido criminosa. “Geralmente os incêndios começam de forma criminosa, seja com ou sem dolo. O que ocorre é que durante este período de estiagem um pequeno fogo pode tomar proporções maiores”. 
 
Dominado pelo Cerrado e Mata Atlântica, o Parque Estadual Serra do Rola Moça é uma das áreas verdes mais importantes de Minas Gerais. Os 3.941,09 hectares do Parque são habitat natural de espécies da fauna ameaçadas de extinção, como a onça parda, a jaguatirica, lobo-guará, o gato-do-mato, o macuco e o veado campeiro.
 
 
Reincidência
 
O tempo seco contribui para o aumento de queimadas. De acordo com informações do TempoClima PUC Minas, em agosto de 2013 foram detectados 911 focos. Neste ano, o número já chegou a 1253.
 
Segundo o Corpo de Bombeiros, esse já é o segundo maior incêndio deste ano no Parque Estadual Serra do Rola Moça. Nos dias 4 e 5 de agosto, foram queimados cerca de 193,14 hectares, o equivalente a 193 campos de futebol. No momento em que foram controladas, as chamas se dirigiam aos mananciais Barreiro e Mutuca, que servem para abastecer pessoas que moram próximo ao Parque. Algumas empresas na região dos Olhos D'água também estavam na direção do fogo. No combate ao incêndio foram utilizados 2 aviões, 2 helicópteros e 15 viaturas. Também participaram 202 pessoas, entre oficiais e brigadistas.