O Corpo de Bombeiros ainda atua, no fim da noite desta sexta-feira (20), para combater o incêndio que começou durante a tarde em uma área entre os bairros Buritis e Santa Lúcia, regiões Oeste e Centro-Sul de Belo Horizonte, respectivamente. A corporação informou a situação está sob controle e que 13 militares em três viaturas estão no local e se dividem em três frentes de trabalho.

A suspeita é que o fogo tenha começado após uma ação criminosa. Testemunhas contaram que viram algumas pessoas invadindo a área abandonada e ateando fogo ao mato. 

A fumaça ainda pode ser vista por quem trafega pelas avenidas Barão Homem de Melo e Raja Gabaglia, além de ruas no entorno. 

As chamas chegaram perto das residências, assustando moradores, que monitoraram o fogo. O empresário Argos Cardoso contou à reportagem do Hoje em Dia que todo ano enfrenta problemas com as queimadas na região. "Tem muito bambu, é uma encosta e a área é de difícil acesso. Ano passado, por pouco, minha casa não foi destruída", disse.  

Por volta das 15h30, funcionários do Oncocentro fizeram um mutirão para tentar apagar as chamas que chegavam perto da clínica especializada no tratamento de câncer.

FumaçaFumaça já atinge edifícios da região 

O tempo seco favorece as queimadas, que se multiplicam na capital. Segundo a Defea Civil, a maior temperatura registrada nesta sexta foi de 34,7 °C e a umidade do ar chegou a 20% na região Norte de Belo Horizonte.

Assista ao vídeo do incêndio na região do Buritis:

Veja vídeo do trabalho dos brigadistas na rua Xingu bairro Santa Lúcia:

Leia mais:
Incêndios florestais consomem 16 parques e serras em Minas nesta sexta; confira quais são
Minas recebe R$ 7,2 milhões em multas por causa do desmatamento de mais de 2 mil hectares
Incêndio que impressionou internautas continua a consumir a Serra da Moeda