Incêndios em vegetação cresceram 45% na Grande BH de janeiro a setembro deste ano

José Vítor Camilo
04/10/2019 às 16:53.
Atualizado em 05/09/2021 às 22:04
 (FOTO: MAURICIO VIEIRA / JORNAL HOJE EM DIA)

(FOTO: MAURICIO VIEIRA / JORNAL HOJE EM DIA)

As chuvas esporádicas que atingiram Minas Gerais durante o período mais seco de 2018 podem ser a causa do aumento expressivo no número de incêndios em vegetação neste ano. Para se ter ideia, em todo o Estado o número de ocorrências de janeiro a setembro de 2019 cresceram 58% e, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a elevação foi de 45%, conforme dados divulgados nesta sexta-feira (4) pelo Corpo de Bombeiros. 

Se nos primeiros nove meses do ano passado a corporação atendeu 9.983 chamadas de incêndio em vegetação, no mesmo período deste ano foram 15.792 ocorrências. Na Grande BH o número passou de 2.181 para 3.171 em 2019. Na capital mineira a elevação não foi tão grande (13%), passando de 1.032 atendimntos em 2018 para 1.167 neste ano. 

Procurado pela reportagem do Hoje em Dia, o meteorologista Claudemir Azevedo, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), explicou que período mais seco do ano passado teve um diferencial: chuvas esporádicas que não aconteceram neste ano. "Essa questão da estiagem realmente é o único fator que pode explicar ese aumento. No ano passado tivemos algumas chuvas durante o período de seca, o que pode ter reduzido os números em comparação com 2019", argumenta. 

Segundo ele, é normal a redução nas precipitações a partir do mês de abril e uma seca que dura até os meses de agosto e setembro. Apesar de algumas chuvas isoladas já terem atingido Minas neste mês, a previsão de precipitações mais constantes, que reduziriam os riscos de incêndios florestais, é somente a partir de novembro, quando se iniciam as chamas "chuvas de verão". 

Previsão de chuva 

Ainda conforme Azevedo, já pode chover neste sábado (5) em algumas regiões do Estado, sendo elas o Sul de Minas, o Triângulo Mineiro e a porção Oeste. "Na Grande BH temos previsão de pancadas de chuva isoladas somente a partir de segunda-feira (7)", completa. 

Segundo o meteorologista, por enquanto são esperadas principalmente pancadas isoladas, sempre no fim da tarde, em consequência do forte calor que atingirá o Estado durante o dia. 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por