Dois dos três indicadores de monitoramento da Covid-19 em Belo Horizonte tiveram alta pelo segundo dia consecutivo. É o que mostra o boletim epidemiológico e assistencial, divulgado pela prefeitura nesta quinta-feira (15).

Segundo o documento, a taxa de contágio, que já estava acima de 1, indicando que a transmissão do novo coronavírus está acelerando na capital mineira, passou de 1,01 para 1,03. Isso significa que cada grupo de 100 pessoas transmite a Covid-19 a outras 103.

Já a ocupação de leitos de enfermaria para a doença chegou a 54,1%, ante 53,6% registrado no informe anterior.

A taxa de ocupação de leitos de terapia intensiva foi o único índice que teve queda, alcançando 62,4%. O indicador estava em 63,2% nesta quarta-feira (14), mas permanece em alerta amarelo. 

Atualmente, das 804 vagas em UTIs, que englobam os hospitais públicos e privados, 501 estão ocupadas com pacientes em estado grave. 

A cidade confirmou, desde o início da pandemia, 248.971 infectados e 6.013 mortes em decorrência da doença.

Até o momento, 1.285.723 pessoas foram vacinadas com a primeira dose em BH, o que corresponde a 55,9% da população total da cidade. Com as duas doses são 470.869 moradores imunizados, o equivalente a 21,0%. Outros 18.156 receberam a dose única da Janssen.

Até esta quinta, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) já imunizou moradores de 42 anos ou mais. Na sexta-feira (16) será a vez de quem tem 41. Agora, a previsão do Comitê de Enfrentamento à Covid é vacinar moradores de 35 anos ainda este mês.

Leia Mais:
Polícia Federal investiga fraude na compra de equipamentos médicos por prefeitura do Vale do Aço
Governo federal faz parceria para qualificar 270 mil mulheres