Cerca de 2,5 milhões de pessoas já foram vacinadas contra a gripe em Minas até esta quarta-feira (15). Segundo balanço do divulgado pelo secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, o número representa 92% de imunização contra o vírus influenza entre idosos e de 84% entre os trabalhadores da saúde. A partir desta quinta-feira (16), a campanha agora foca profissionais de outras áreas, como caminhoneiros, além de doentes crônicos e pessoas sob medidas socioeducativas. Amaral também falou sobre a falta de vacinas em alguns locais.

Conforme explicou o secretário durante coletiva de imprensa, pessoas acima de 60 anos e profissionais da área médica formaram o público-alvo da primeira fase da campanha de vacinação contra a gripe, que teve início antecipado em 23 de março e finalizou nesta quarta. "Tivemos um comparecimento importante, uma taxa significativa de vacinação e que podemos melhorar ainda um pouco", afirmou.

Agora, já a partir desta quinta-feira (16), deverão ser vacinados prioritariamente os profissionais das forças de segurança e salvamento, os portadores de doenças crônicas não-transmissíveis, as pessoas em cumprimento de medidas socioeducativas e os caminhoneiros, que podem ser vacinados em qualquer lugar do país.

"Os caminhoneiros podem vacinar em qualquer posto de saúde desde que comprovem que são caminhoneiros. Eles são a população exposta, já que andam pelo Estado e pelo país e seria muito interessante que todos fossem vacinados", completou. 

Faltam vacinas?

Amaral também falou sobre o estoque de vacinas contra a gripe influenza em Minas. Segundo ele, 12 lotes do item foram separados pelo Ministério da Saúde exclusivamente para o Estado e eles vão chegando aos poucos, preenchendo as lacunas. 

"A campanha ocorre em abril e, nesse ano, começou em março. Por isso, o Ministério da Saúde fez uma programação junto ao fornecedor. Vai acontecer de chegar um lote, acabar e termos que esperar mais um pouco pela chegada de mais um lote, até chegarem os 12. Nós temos um número muito grande de doses de vacina designadas para Minas e esse número vai dar pra vacinar toda a população alvo de Minas", finalizou.

Importância da vacina

De acordo com a coordenadora estadual do Programa de Imunizações da SES, Josianne Dias Gusmão, a vacina contra a gripe é importante, pois reduz as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pela influenza.

"Por isso, a primeira etapa foi direcionada à proteção do grupo de pessoas que está mais suscetível ao vírus da influenza, que são os idosos e os trabalhadores da saúde. É fundamental que essas pessoas compareçam às unidades básicas de saúde ou participem de qualquer estratégia de vacinação do seu município para que fiquem protegidos contra a Influenza", afirmou.