O inquérito da morte do segurança da Câmara Municipal de Belo Horizonte, que teve o corpo encontrado na tarde dessa terça-feira (13), em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana da capital, deve ser concluído em dez dias, segundo informações da Polícia Civil de Minas Gerais, divulgadas nesta quarta-feira (14). Esse prazo, porém, poderá ser prorrogado, segundo a PC. 

O corpo de José Rogério dos Santos, de 41 anos, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de BH, ainda na madrugada, e já foi liberado para o enterro. 

Entenda o caso 

José Rogério dos Santos foi encontrado morto com uma perfuração na testa, na tarde de terça-feira (13), dentro da lagoa na Fazenda Severina, em Ribeirão das Neves. 

De acordo com publicações de familiares em redes sociais, José Rogério estava desaparecido desde segunda-feira (12). A filha dele nasceu no último domingo (11). 

Ainda nessa terça, a Câmara Municipal de Belo Horizonte informou que “lamenta profundamente a morte prematura do funcionário José Rogério dos Santos, um profissional dedicado e competente que trabalhou na instituição por dez anos”. A casa legislativa ofereceu solidariedade aos familiares e amigos da vítima.

*Amanda, sob supervisão de Cássia Eponine.

Leia mais:
Segurança da Câmara Municipal de BH é encontrado morto em Ribeirão das Neves