Estudantes de faculdades privadas já podem acessar, a partir desta terça (25), o site do Ministério da Educação (MEC) para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies). As inscrições para participar do benefício do segundo semestre deste ano devem ser feitas até 1º de julho. O resultado com os pré-selecionados será publicado na internet em 9 de julho.

Para concorrer, o candidato precisa cumprir alguns requisitos. De acordo com edital publicado no Diário Oficial da União (DOU), em maio, o aluno deve comprovar que a renda familiar mensal é de até três salários mínimos para cada membro, caso deseje o Fies, e de até cinco, na modalidade P-Fies. 

Também é necessário estar matriculado em alguma instituição reconhecida pelo MEC e ter desempenho satisfatório no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Isto é, uma nota acima de 450 pontos nas provas objetivas, de qualquer edição desde 2010, e não ter zerado o teste de redação. 

Quem já usufrui do benefício considera o auxílio fundamental para a realização do sonho de ter um diploma. É o caso do estudante de publicidade nas Faculdades Promove, Diego Santos, de 22 anos, que tem 50% de bolsa pelo ProUni e 37% financiados pelo Fies. 

“Sem dúvida, é um enorme facilitador”, resume o jovem que trabalha durante o dia para bancar o restante da mensalidade. “Até porque é uma dívida que será paga posteriormente”, lembra.

Diego foi um dos 176 mil alunos que, em 2017, conseguiram o financiamento pelo programa. E também um dos 2,65 milhões de estudantes beneficiados entre 2010 e 2018, no país.

Próximo passo

Quem tiver sido selecionado no Fies, cujo benefício é concedido àqueles com menor renda, deverá acessar o site do Novo Fies para complementar a inscrição e contratar o financiamento entre 10 e 12 de julho. Ao contrário da categoria P-Fies, com chamada única, nesta modalidade haverá lista de espera entre os dias 15 e 23 de julho.