Aproximadamente nove mil táxis que circulam em Belo Horizonte e Região Metropolitana serão vistoriados pelo Instituto de Metrologia e Qualidade (Ipem) a partir da próxima segunda-feira (9). A inspeção verificará se o preço registrado pelo taxímetro, com base na distância e no tempo gasto, corresponde ao fixado pelos órgaos reguladores. A previsão é que todos os veículos sejam inspecionados até o dia 17 de abril.
 
“No caso do passageiro, a verificação garante a veracidade do valor que está sendo cobrado no taxímetro. Já para o operador de transporte, elimina o uso da tabela contendo o reajuste anual de preço, o que é uma confiança a mais para o profissional no momento de realizar a cobrança ao cliente”, explica o gerente da Regional de Belo Horizonte, Anderson Rocha.
 
O taxista que não comparecer na semana do agendamento da sua placa está sujeito às penalidades. Para marcar a data da vistoria, o motorista tem que preencher a Guia de Recolhimento da União (GRU). O documento pode ser retirado no site do Ipem. O valor da taxa é R$ 37,50 e pode ser paga em qualquer agência do Banco do Brasil.