Uma parceira entre Instituto Mano Down e o Centro de Apoio Regional ao Desenvolvimento Social (Cardes) está oferecendo testes gratuitos de Covid-19 para pessoas com síndrome de Down e familiares na região Oeste de Belo Horizonte, na manhã deste sábado (1º). 

O exame sorológico rápido está sendo aplicado em alunos, familiares e funcionários do instituto que foram previamente cadastrados. O teste consiste na análise de anticorpos feita com sangue, que é coletado por meio de “furinho” na ponta do dedo e é capaz de identificar se a pessoa teve contato com o vírus. O objetivo é identificar rapidamente quem está contaminado e evitar o contágio de outras pessoas, especialmente daquelas que fazem parte dos grupos de riscos.

De acordo com o presidente Instituto Mano Down, Leonardo Gontijo, a ação oferece mais tranquilidade aos famíliares das pessoas com síndrome de Down. “É importante esclarecer que pessoa com síndrome de Down não necessariamente está no grupo de risco. O que acontece é que algumas delas têm problemas de saúde como cardiopatias, problemas respiratórios, diabetes, que são fatores de risco. Estudos recentes têm mostrado que as pessoas com Down têm conseguido superar a Covid de forma positiva. No entanto, a prevenção é sempre o melhor caminho”, explica.

Testes Covid Mano DownMano Down: os testes estão sendo feitos em alunos previamente cadastrados

Instituto Mano Down

O Instituto Mano Down foi criado em 2010, por Leonardo Gontijo, para prestar atendimento integral às pessoas com síndrome de Down e seus familiares. Ele é irmão de Eduardo Gontijo, o Dudu, que possui a síndrome de Down. O local é um espaço para atividades artísticas, para disseminação de informações, debates, acolhimento das famílias e visibilidade social das pessoas com deficiência.

A casa oferece aulas de slackline, teatro, culinária, dança de salão, artes, canto, fotografia, yoga, musicalização, treinamento funcional, zumba, capoeira, além de vivências completas, tais como atividades cotidianas guiadas, voltadas para a autonomia das pessoas com a síndrome de Down. Além de atendimento completo de saúde com profissionais de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e psicologia. Integrado às demais atividades, o atendimento possibilita o desenvolvimento potencializado das pessoas com deficiência intelectual.