Intérprete de 'Fuscão Preto', cantor Bandeirante morre vítima da Covid-19 no Sul de Minas

Rosiane Cunha
rmcunha@hojeemdia.com.br
23/04/2021 às 17:44.
Atualizado em 05/12/2021 às 04:45
 (Rede Social/Reprodução)

(Rede Social/Reprodução)

O cantor e locutor Bandeirante morreu vítima da Covid-19 na tarde dessa quinta-feira (22) em Pouso Alegre, no Sul de Minas. Gilberto Felício da Silveira tinha 63 anos e estava em isolamento domiciliar há nove dias, mas precisou ser internado às pressas e não resistiu às complicações da doença.

Bandeirante, também conhecido como Wandeirante, fez muito sucesso nos anos 80, com a dupla Bandeirante e Zé Batista, e o trio que incluía Darlon. Eles estouraram nas rádios com a regravação de “Fuscão Preto” e com a canção “A História de um burrinho”. 

Ao longo da carreira, o artista teve 12 discos lançados - o último em 2011, em comemoração aos 30 anos de carreira da dupla com Zé Batista.

Atualmente, Bandeirante era locutor na Rádio Clube AM, de Pouso Alegre. O último programa dele foi em 14 de abril.

O cantor deixa esposa, filhos e netos.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por