Pelo menos dez famílias estão desabrigadas em Santa Luzia, na Grande BH. O temporal que atingiu a cidade na última sexta-feira (24) e na madrugada deste sábado (25) obrigou as pessoas a deixar as casas. O número pode aumentar, pois a Defesa Civil ainda monitora outras áreas atingidas.

Os moradores dos bairros Córrego Frio, Vila Íris e Pantanal estão sendo levados para um colégio. Não há feridos. Além disso, pontos de deslizamentos de terra e alagamentos estão espalhados por vários bairros.

Quem reside na chamada Parte Alta tem dificuldade em sair do município. O nível do rio das Velhas subiu muito, obrigando o fechamento de quase todos os acessos: portal da avenida Beira Rio, pontes Nova e Pequena, Pinhões e São Benedito.

"É uma medida preventiva, estamos focados em reestabelecer as condições de segurança. Todos os orgãos da prefeitura estão atuando, principalmente na área da saúde. Não há previsão de liberação das vias", afirma o coordenador-geral da Defesa Civil, Abner Dutra de Morais. 

Santa Luzia tem pelo menos 28 pontos críticos. Um deles e talvez o mais atingido é a rua do Comércio, na Parte Baixa da cidade. Ás águas do Velhas invadiram muitos estabelecimentos. Em alguns pontos, o nível chegou a quase dois metros. O local está totalmente fechado. 

Os prejuízos ainda são calculados pelos lojistas. Alguns deles, que trabalham há mais tempo na cidade, garantem que a última vez que o rio chegou até o comércio foi em 1997 - mais de duas décadas -, quando uma forte enchente foi registrada no município.

Leia Mais:

Atenção: deslizamentos de terra e desabamentos de muros deixam pedestre e motorista em alerta

Barragens estão sendo monitoradas 24 horas por dia, diz Defesa Civil de Minas

Confira quais ruas e avenidas estão interditadas em BH neste sábado