Um homem foi morto por um militar após assassinar a própria irmã, nesta quinta-feira (25), em Ipoema, distrito de Itabira, na região Central de Minas Gerais. De acordo com a Polícia Militar (PM), Evandro Rodrigues da Silva, de 37 anos, lavrador, teria dado golpes de foices em sua irmã Maria Domingos da Silva, de 55 anos. A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Evandro foi baleado durante a atuação da PM e ao tentar agredir um policial militar.
 
A PM foi acionada, nesta manhã, e, ao chegar ao local, encontrou com o pai das vítimas, que estava com um corte profundo no braço, pois ele havia tentado conter o seu filho durante as agressões a Maria.
 
O pai das vítimas informou à polícia que a filha estava no interior da residência. Evandro, porém, teria tentado impedir a entrada dos militares na casa e ao investir contra eles com uma foice. De acordo com a corporação, foi neste momento que um militar atirou contra Evandro, que mesmo ferido, continuou tentando dar golpes com a foice no militar. O policial, então, atirou novamente no homem, desta vez atingindo o tórax, e ele acabou falecendo no local. 
 
A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) compareceu à residência e constatou a morte de Evandro. O corpo do homem foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Itabira. 
 
Ao entrar na cozinha da casa, a PM se deparou com o corpo de Maria ao chão e já sem sinais de vida. O corpo tinha várias dilacerações na face, na cabeça, nos antebraços, todos, aparentemente, resultados dos golpes com a foice feitos por seu irmão. O corpo da mulher foi removido por uma funerária da cidade de Itabira. 
 
O pai das vítimas foi socorrido para uma Unidade de Pronto-Antendimento (UPA) para ser medicado devido ao corte que sofreu.
 
A perícia esteve no local e o caso será investigado pela Polícia Civil. 
 
Foi dada voz de prisão em flagrante ao militar que atirou contra Evandro, que está, agora, à disposição da Polícia Judiciária Militar.