Um jacaré de aproximadamente dois metros de comprimento foi capturado, na manhã desta segunda-feira (2), dentro da rede de tratamento de água da Copasa, no bairro Bandeirantes, na Pampulha, em Belo Horizonte. O curioso é que o réptil não tinha uma das patas e estava com o olho esquerdo machucado.

O Corpo de Bombeiros, responsável pelo resgate, informou que três famílias de jacarés vivem na Lagoa da Pampulha e há combates entre elas. A principal hipótese é de que o jacaré resgatado tenha sido ferido em uma dessas brigas.

O animal, que é da espécie papo amarelo, foi encontrado na estação da Copasa que fica na avenida Doutor Otacílio Negrão de Lima. De acordo com os militares, o canal de tratamento tinha dois metros de profundidade e apenas 20 centímetros de água. "Sem local para o jacaré sair naturalmente, além de também não dar acesso direto ao córrego", explicou a corporação.

Para retirar o jacaré do espaço, o sargento Wesley dos Reis e outros militares utilizaram dois enforcadores. Os bombeiros içaram cuidadosamente o animal e, depois, o transportaram em um carrinho de mão até a Lagoa da Pampulha, onde ele foi solto.

De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), os jacarés de papo amarelo não atacam humanos. Eles se alimentam de peixes, pequenas aves e tartarugas, e não oferece risco para a população.

Leia mais:
Jacaré é flagrado tentando atravessar rua em Lagoa Santa; assista ao vídeo
Censo da PBH já identificou 16 jacarés na Lagoa da Pampulha; confira fotos dos moradores ilustres