Um passeio para aliviar o calor que vem atingindo a Região Metropolitana de Belo Horizonte terminou com a morte de uma jovem de 18 anos na tarde desta terça-feira (17) em Ribeirão das Neves. A jovem, um rapaz de 17 anos, uma moça da mesma idade e uma criança de 5 anos nadavam na "Lagoa Suja", na zona rural do município, quando acabaram se afogando. 

O Corpo de Bombeiros foi acionado no bairro Veredas, por volta das 13h, para atender uma ocorrência de afogamento de quatro pessoas. Três delas foram resgatadas com vida, mas a quarta vítima havia desaparecido nas águas da lagoa. O helicóptero Arcanjo, três viaturas da corporação e uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estiveram no local. 

Ainda de acordo com os bombeiros, o grupo nadava em um local que tem uma profundidade de 1,60 metros, sendo que os quatro pulavam dos morros de areia na água. Em dado momento eles se desequilibraram e acabaram caindo em uma parte mais profunda do lago. 

Um outro rapaz de 17 anos que estava no local conseguiu ajudar três das vítimas, sendo os dois adolescentes e a criança, porém, a jovem de 18 anos acabou se afogando. Os sobreviventes foram socorridos pelo Samu e o corpo da mulher recuperado pelo militares dos bombeiros. O rabecão e a perícia da Polícia Civil (PC) foram acionados. 

Confira um vídeo que mostra parte do trabalho de buscas dos bombeiros:

Dicas 

Para evitar tragédias como essa, principalmente em dias quentes como os registrados nos últimos dias, confira dicas dos bombeiros para evitar afogamentos.

Escolha do local para nadar: 

- Procure um local conhecido por você ou por outra pessoa, desde que ela o acompanhe.

- Não ultrapasse faixas e placas de avisos.

- Não entre em locais onde há avisos de perigo de morte ou em águas poluídas.

- Procure sempre local onde existe a presença de Guarda-Vidas, ou o Corpo de Bombeiros.

Mudança de comportamento:

- Evite nadar sozinho;

- Não tome bebida alcólica antes de entrar na água;

- Não se afaste da margem;

- Não salte de locais elevados para dentro da água;

- Não tente salvar pessoas em afogamento sem estar devidamente habilitado;

- Prefira lançar flutuadores para salvar pessoas ao invés da ação corpo a corpo;

- Identifique nas proximidades a existência do salva-vidas e permaneça próximo a ele;

- Evite brincadeiras de mau gosto ("caldos", "trotes", "saltos");

- Acate as orientações dos Bombeiros ou dos Salva-vidas;

- Não abuse se aventurando perigosamente;

- Não deixe as crianças sozinhas;

- Evite navegar com carga em excesso;

- Só deixe entrar na embarcação pessoas usando coletes salva-vidas;

- Somente conduza embarcações se for habilitado para tal.

Leia mais:
Afogamentos em Minas disparam com o calorão em alta
Pai e filho morrem afogados em lagoa de Betim, na Grande BH
Perigo evitável: afogamento causa 30% das mortes por acidente de crianças pequenas em Minas
Afogamento é principal causa de morte acidental entre crianças de 1 a 4 anos