O que era para ser mais uma manhã de exercícios para um rapaz de apenas 24 anos terminou em tragédia nesta quinta-feira (5). O jovem morreu após passar mal enquanto se exercitava em uma academia do bairro Castelo, na região da Pampulha, em Belo Horizonte. 

Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), uma ambulância foi chamada na avenida Miguel Perrela e, quando os socorristas chegaram ao estabelecimento, encontraram a vítima desacordada.

ACADEMIA JOVEM MORTO
A academia onde o rapaz morreu fica em uma das principais avenidas do bairro, a Miguel Perrela

Foram iniciadas então manobras de ressuscitação, mas, infelizmente, não foi possível salvá-lo. Os médicos da ambulância constataram a morte ainda no local. 

Procurada pela reportagem, a Polícia Civil (PC) confirmou a morte e informou que a perícia esteve na academia e fez os levantamentos iniciais antes que o corpo fosse removido pelo rabecão para o Instituto Médico-Legal (IML). 

Ainda conforme a instituição policial, até o momento o caso não é investigado, sendo que um inquérito só deverá ser aberto caso seja constatado algum indício de crime no laudo da necrópsia. O exame tem um prazo de 30 dias para ser concluído e apontar as causas da morte. 

A academia

O Hoje em Dia tentou contato na quinta-feira por diversas vezes com a academia - uma rede com mais 8 unidades em diversas regiões da cidade - por telefone e via redes sociais, mas só recebeu uma posição oficial na sexta-feira (6). 

Por meio de uma nota, a empresa disse se solidarizar com a dor dos familiares e amigos do jovem, afirmando ainda que vem prestando todo o suporte necessário. "Neste momento de profunda dor, bem como diante da  consternação que o fato causou, em respeito a todos, as atividades comerciais foram encerradas às 10:45h (de quinta) e retornarão apenas amanhã (sexta-feira)", diz o texto. 

Na mesma nota, a academia diz que prestou toda a assistência logo que constatou que o rapaz tinha sofrido um mal súbito durante a realização de exercícios na esteira, tendo acionado o Samu imediatamente. "A academia salienta, ainda, que se encontra em total conformidade com os regramentos legais para a prestação dos seus serviços, além de atuar sempre respeitando as normas que lhe são aplicáveis. Diante do fatídico evento, aguardará a conclusão das investigações sobre o mal súbito acometido ao jovem para maiores comentários sobre a causa mortis", conclui. 

 

Leia mais:
Cabo morre durante teste de aptidão física em academia da Polícia Militar na capital
Delegado morre durante teste físico para Curso de Operações Especiais
Jovem passa mal e morre durante aula de boxe em academia no bairro Belvedere
Atestado médico para atividade física pode deixar de ser obrigatório na capital; tema é polêmico