Um homem de 30 anos morreu esfaqueado após, supostamente, ter cantado a mulher de um colega, em um bar, na madrugada deste sábado (7), no bairro Granja Werneck, na região Norte da capital. O suspeito do crime, um jovem de 23 anos, não foi localizado. 

De acordo com a Polícia Militar, testemunhas contaram que os três envolvidos estavam no bar, bebendo. Eles teriam uma amizade antiga e, no passado, ocorreu o episódio da cantada do homem mais velho à mulher do mais novo. Naquele dia, por motivo desconhecido, o homem mais jovem havia decidido que daria uma 'lição' ao colega. 

Por volta de 1h, o homem mais velho afirmou que iria buscar a filha e retornaria. Após sua saída, o suspeito do crime saiu do local e ficou atrás de um prédio, aparentemente aguardando pela volta do colega. 

Ao retornar, o homem mais velho foi atingido com golpes de facão no pescoço, cabeça e face. Ele morreu na hora. O suspeito do crime, após o crime, teria retornado ao bar, com outra camisa. 

Um denunciante ligou para a polícia, que localizou o corpo da vítima e iniciou buscas pelo suspeito. Os agentes também foram à casa da mulher, mas não o encontraram. A mulher confirmou que esteve no bar, momentos antes do crime, e que realmente havia sido cantada pelo colega. O suspeito segue desaparecido.