Uma jovem de 18 anos registrou um boletim de ocorrências denunciando ter sofrido assédio sexual na academia de um clube da região da Pampulha, em Belo Horizonte, na manhã da última segunda-feira (13).

Segundo a PM, a vítima fazia exercícios deitada em um colchonete quando percebeu que outros dois alunos começaram a rir e apontar para ela. A moça, então, teria parado e começado a encarar de volta para ver se eles desconfiavam da atitude, mas não adiantou.

Em seguida, ela procurou uma professora da academia para relatar o ocorrido e foi orientada a reportar o assédio à gerência geral. Foi quando, segundo a polícia, ela teria ouvido do gerente do clube que seria algo normal devido à roupa de ginástica que ela usava e à posição que estava durante a atividade.

O gerente teria, ainda, desencorajado a vítima a fazer o registro policial do fato, porque tal atitude poderia prejudicar o clube e que a polícia não iria fazer nada por ela.

A ocorrência foi encerrada na 3ª delegacia de Venda Nova.

A reportagem do Hoje em Dia entrou em contato com o clube, mas o porteiro informou que o expediente já havia encerrado.